Inicio
 Livros
 Resenhas
 Ensaios e Teses
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ensaios e Teses

 

              JOÃO GILBERTO NOLL E A SUBVERSÃO DO REAL (REPRESENTAÇÃO, DESLOCAMENTOS E PERMANÊNCIA EM O QUIETO ANIMAL DA ESQUINA E HARMADA)
Efraim Oscar Silva

                                                               Leia o texto

              UM ESCRITOR EM DÉFICIT:
CINISMO, LINGUAGEM E AFETO EM JOÃO GILBERTO NOLL
Rafael Martins da Costa

                                                               Leia o texto

              Mímesis a contrapelo: ficção e               autobiografia nos romances Berkeley em Bellagio e Lorde, de João Gilberto Noll
Marcio Renato Pinheiro da Silva

                                                               Leia o texto

              A ARQUITETURA DA CRIAÇÃO:
UM ESTUDO DE MÍNIMOS, MÚLTIPLOS, COMUNS, DE JOÃO GILBERTO NOLL
FABIULA NEUBERN
Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação em Estudos Literários da Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista – UNESP – Campus de Araraquara, como parte dos requisitos para a obtenção do título de Mestre em Estudos Literários.
Linha de pesquisa: Teoria e crítica da narrativa
Orientador: Prof. Dr. Luiz Gonzaga Marchezan
Bolsa: FAPESP

                                                                Leia o texto

              VIDA FLUÍDA E ESCRITA PERVERSA:
A QUESTÃO IDENTITÁRIA EM A CÉU ABERTO DE JOÃO GILBERTO NOLL
             
GIULIANO HARTMANN
Dissertação apresentada à Universidade Estadual de Maringá, como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre em Letras, área de concentração: Estudos Literários.
Orientadora: Profª. Drª. Marisa Corrêa Silva

                                                                Leia o texto

              Lugares e entre-lugares do desejo:
Identidades e experiência homoerótica em João Gilberto Noll
             
Marcos de Jesus Oliveira
              Universidade de Brasília
              Programa de Pós -graduação em literatura

                                                                Leia o texto

              O interstício poético da obra de João Gilberto Noll
             
Jefferson Agostini Mello

                                                                 Leia o texto

              De quem é a vida que vivemos
in: Como encontrar-se e outras experiências através da leitura de textos literários
Valdir Prigol
(sobre O quieto animal da esquina)

                                                                Leia o texto

              Narrativas do exílio: Nação e homoerotismo em três obras comparadas
              Nelson Eliezer Ferreira Júnior

Tese apresentada ao Departamento de Pós-Graduação em Letras como requisito parcial para obtenção do título de Doutor em Letras pela Universidade Federal da Paraíba.

                                                                Leia o texto
 

              João Gilberto Noll e o  apelo prosaico
             
Diego Gomes do Valle
Dissertação apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Letras, Área de concentração em Estudos Literários, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, como parte das exigências para a obtenção do título de Mestre em Letras.
              Orientador: Prof. Dr. Paulo Cesar Venturelli.

                                                                Leia o texto

              La voz de João Gilberto Noll
              Antonio Maura

                                                                Leia o texto

              Universidade Estadual DE Campinas
              Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
              DOUTORADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS
              Rastros das Socialidades
Conversações com João Gilberto Noll e Luiz Ruffato
             
CRISTINA MARIA DA SILVA

                                                                Leia o texto

              João Gilberto Noll and the critique of Romance
             
Aquiles Alencar Brayner,
Department of Spanish, Portuguese and Latin American Studies,
University of Leeds


Resumo
Obtendo um sucesso de vendagem nunca antes experienciado no mercado editorial brasileiro, o romance reportagem inaugura um tipo de literatura de caráter político-ideológico através da manipulação e amalgamento de linguagens e estruturas narrativas provenientes sobretudo de romances policiais, textos jornalísticos e narrativas biográficas. O objetivo deste paper é discutir a maneira como o escritor João Gilberto Noll se apropria dos elementos temáticos e aspectos estruturais do romance reportagem no intuito de estabelecer uma avaliação crítica deste gênero literário denunciando tanto a sua ineficácia em promover uma crítica viável ao sistema sócio-político a que se propõe atacar – revelando assim o caráter fatual do romance reportagem que faz uso da literatura enquanto instrumento de propaganda ideológica e promoção do seu autor-narrador – quanto ao uso da literatura enquanto fonte de renda inesgotável para autores e editores deste tipo de romance. Minha análise estará particularmente centrada nas obras de Noll publicadas durante a década de 80: a coleção de contos O Cego e a Dançarina (1980) e as narrativas de A Fúria do Corpo (1981), Bandoleiros (1985) e Hotel Atlântico (1989).

                                                                Leia o texto

              Experiências do corpo
              e a explosão do avesso em João Gilberto Noll
              Tania Teixeira da Silva Nunes
Mestre em Estudos de Literatura Brasileira e Teoria da Literatura (UFF, 2009), Professora de Língua Portuguesa e Estudos de Literatura. Suas pesquisas acadêmicas versam sobre Escrita e corpo na ficção contemporânea, Escrita e corpo – inconsciente e avesso. Projeto de Doutorado em construção. Inúmeros artigos publicados inclusive na Revista Brazil/Brasil, no Jornal Zero Hora e Cadernos de Letras da UFF.
              Dissertação de mestrado
                                                                Leia o texto

              Lugares comunes: “vida desnuda” y ficción
             
Gabriel Giorgi
                                                                 Leia o texto
 

              POR VIAS E DESVIOS: UM PANORAMA SOBRE
              O PROTAGONISTA DE JOÃO GILBERTO NOLL EM               SUAS TRILHAS CONTEMPORÂNEAS
              SARITA COSTA ERTHAL CORDEIRO
Dissertação apresentada ao Mestrado de Cognição e Linguagem da Universidade Estadual Norte Fluminense - UENF, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre.

                                                                Leia o texto

              A MÁQUINA DE SER
              NA INSTANTANEIDADE DA VIDA

Tania T. S. Nunes
Mestre em Estudos de Literatura Brasileira e Teoria da Literatura (UFF, 2009), Professora de Língua Portuguesa e Estudos de Literatura. Suas pesquisas acadêmicas versam sobre Escrita e corpo na ficção contemporânea, Escrita e corpo – inconsciente e avesso. Projeto de Doutorado em construção. Inúmeros artigos publicados inclusive na Revista Brazil/Brasil, no Jornal Zero Hora e Cadernos de Letras da UFF.

                                                                Leia o texto

              DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - (Ano: 2000)
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
TÍTULO:
Infernos Corporais? — a representação do corpo em A Fúria do Corpo, de João Gilberto Noll.
AUTOR: SAYONARA AMARAL DE OLIVEIRA
ORIENTADORA – ANTONIA TORREÃO HERRERA

                                                                Leia o texto

              IMAGENS , ESQUINAS E CONFLUÊNCIAS: um roteiro cinematográfico baseado no romance O Quieto Animal da Esquina, de João Gilberto Noll, seguido de anotações
              JÚLIO CÉSAR DE BITTENCOURT GOMES
             
Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Letras da UFRGS como requisito parcial à obtenção do título de Doutor em Literatura Brasileira

                                                                Leia o texto            

              Identidade cultural:
              a interpretação de Mário de Andrade
              e João Gilberto Noll
              "Tradição" e "tradução" cultural
                 Tania T. S. Nunes
                                                                 Leia o texto

              A Identidade Esquecida:
              a experiência do sublime
              por um narrador pós-moderno
                
Alexandre Amorim
                                                                 Leia o texto

              A narrativa subjetivante de João Gilberto Noll
                 Sandro Ornellas
                                                                
Leia o texto

              Um romance à deriva: 
              uma leitura de A céu aberto
                 Adriana de F.B. Araújo 
                 UNIVERSA. 
                 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA
                 Vol. 7, nº 3 setembro 1999

              Orientações em narrativa 
              e poesia contemporânea brasileira: 
                 unesp - Universidade Estadual Paulista

              Uma Problemática Gay na Literatura
              Brasileira: Os Séculos XIX e XX
                 Denilson Lopes e Ana Maria de Bulhões Carvalho

                                                                 Leia o texto

              O Narrador de Viagem: Marco Polo; 
              o outro Marco Polo; Marco Polo em negativo
                 Claudete Daflon dos Santos Meira

                                                                 Leia o texto

              A ficção como ensaio 
              (estratégias discursivas da literatura)
                 Wander Melo Miranda

                                                                 Leia o texto

              "A Céu Aberto": sem nome, lugar e destino
                 Marcelo Fonseca Alves

                                                                 Leia o texto

              Do Flâneur ao "Zapeur"
                 Alexandre Faria

                                                                 Leia o texto

              A Questão Pós-Moderna Vista da Periferia: 
              O Caso João Gilberto Noll
                 Júnior, Francisco Caetano Lopes
                 Hispania: A Journal Devoted to the Teaching 
                 of Spanish and Portuguese (September 1991),
                 74(3):602, 603.

              João Gilberto Noll e o fim da viagem
                 Idelber Avelar

                                                                 Leia o texto

              Laços entre a tela e a página
                 Marinyse Prates de Oliveira

                                                                 Leia o texto

              A céu aberto: a poética da transgressão
                 Shirley de Souza Gomes Carreira

                                                                 Leia o texto

              Apontamentos sobre a pós-modernidade 
              em Bandoleiros de João Gilberto Noll
                 Fernando Cerisara Gil
                 Universidade Federal do Paraná 
                 Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes 
                 Departamento de Lingüística
                 Revista de Letras, 7/8, 1996/97, 
                 da Universidade Federal de Goiás.

              João Gilberto Noll: um escritor em trânsito
                 M.F.A.Bueno Magalhães, 
                 Orientador: F.F.Hardman, 
                 Tese de Mestrado, UNICAMP, 
                 data da defesa: 19/08/1993.

              Reserva do não-visto
              Um olhar ficcional entre luzes e sombras 
              Regina Céli Alves da Silva (UniverCidade) 
Resumo:
Os textos ficcionais de João Gilberto Noll são produzidos a partir de uma relação (in)tensa entre a linguagem e o olhar. Nessa interseção, seus narradores, sempre em primeira pessoa, constroem as narrativas conduzidos por movimentos palpebrais que, girando para todos os lados, enunciam o visível e o invisível. No registro dos olhos avistam-se cidades e corpos mutilados; cenas e signos que se repetem; desejos e dúvidas e, acima de tudo, uma busca incessante por novas paisagens e imagens. Assim, entre luzes e sombras, o contorno ficcional dos romances nollianos é desenhado, deixando aos leitores interrogações acerca da realidade contemporânea e da linguagem como virtualidade que apalpa o visto e o não-visto. 

              Introducción a un lenguaje invertebrado. 
              Una situación de João Gilberto Noll
                 Reinaldo Laddaga (University of Pennsylvania) 
                 Revista paLavra nº 7/2001 PUC-RJ

              Esquizofrenia, simulacro e identidade: 
              tensões dialéticas 
              na ficção brasileira contemporânea
                 Ravel Giordano Paz (UNICAMP/FAPESP)

              E A Tela Invade a Página: 
              laços entre literatura e cinema 
                 UFBa 1996
                 OLIVEIRA, Marinyze das Graças Prates de
Orientador: PALÁCIOS, Marcos Silva 
Resumo:
O trabalho analisa a relação entre literatura e cinema, ressaltando o intercâmbio de procedimentos entre essas duas formas de expressão. Examina a maneira pela qual a linguagem nascente do cinema tomou de empréstimo à arte literária muitos elementos e hoje, em contrapartida, a literatura se apropria dos recursos cinematográficos que lhe possibilitam apreender e expressar com maior fidelidade o mundo contemporâneo, fortemente marcado pelo poderio da imagem. Em sentido particular, detém-se sobre a incorporação dos procedimentos cinematográficos pela literatura brasileira contemporânea, destacando-se a obra de João Gilberto Noll, cuja técnica narrativa se caracteriza por um intenso desejo de visualidade. Por fim, procede a uma análise de Hotel Atlântico, provavelmente o mais fílmico dos livros do escritor gaúcho, no qual ele traz para a página as virtualidades da tela, transformando o leitor em verdadeiro espectador de imagens, prova de que a troca de recursos entre a literatura e os meios de comunicação pode ser mutuamente fecunda. 

              João Gilberto Noll: Um Escritor em Trânsito 
                 Maria Flávia Armani Bueno Magalhães (Mestrado) 
                 Orientador: Francisco Foot Hardman 
Resumo:
O trabalho compreende um levantamento da bibliografia sobre o autor e procura aprofundar alguns aspectos focalizados pela crítica de imprensa e acadêmica, especialmente aqueles relacionados com a questão da pós-modernidade. A produção literária do autor publicada entre 1980 e 1991 é abordada visando a apreensão das formas estruturais básicas e do processo de construção ficcional das obras. A tentativa altamente problemática de enquadramento da literatura deste escritor no contexto das discussões, problemas e correntes pós-modernas encontra algumas sugestões conclusivas posto que o autor apresenta uma inflexão fortemente revisionada e auto-crítica dos valores culturais, estéticos e ideológicos que estão no centro das discussões sobre a modernidade e a pós-modernidade. A seção de Anexo inclui textos esparsos e inéditos de autoria de João Gilberto Noll, além de dois depoimentos concedidos pelo escritor no IEL e no Centro de Comunicações da UNICAMP, resultado do projeto de documentação audiovisual desenvolvido no CEDAE, em 1990, durante bolsa de Monitoria. Incluem-se ainda nesta seção algumas entrevistas onde a voz do autor se faz ouvir em diálogos com os mais diversos interlocutores.

              Notas para 
              Uma historia de homotextualidades 
              na literatura brasileira
                 Denilson Lopes

                                                                 Leia o texto

              Body, Corporeal Perception and Aesthetic               Experience in the Work of João Gilberto Noll
                 Aquiles Ratti Alencar Brayner
Submitted in accordance with the requirements for the degree of PhD
King’s College, University of London

                                                                 Leia o texto